A Equação de Drake

"O que precisamos saber para descobrir vida no espaço ?"
-Frank Drake, 1961

Como podemos estimar o número de civilizações tecnologicamente evoluídas, aptas a se comunicarem conosco ? Trabalhando como rádio-astrônomo no Observatório Nacional de Rádio Astronomia em Green Bank, West Virginia, o Dr. Frank Drake criou um método para limitar as variáveis envolvidas no cálculo de civilizações tecnológicas que podem existir na nossa galáxia.

A Equação de Drake, como viria a ser conhecida, foi apresentada por Drake em 1961 e identifica fatores específicos que definem uma regra de desenvolvimento destas civilizações.

Embora não exista uma solução única para esta equação, ela é uma ferramenta largamente aceita pela comunidade científica. À medida em que a tecnologia avança, aumenta a assertividade em relação aos valores aceitáveis para as variáveis da equação. Abaixo, analisaremos detalhadamente cada fator.

N = R * fp * ne * fl * fi * fc * L

R = taxa de formação de estrelas apropriadas para sistemas planetários
Através de observações, verificou-se que a probabilidade de ocorrência de sistemas planetários é maior para estrelas semelhantes ao Sol. O valor da variável R deve ser igual a média anual de formação de estrelas deste tipo.

Estima-se que atualmente existam 200 bilhões de estrelas na galáxia, e que são formadas 400 novas estrelas a cada ano. Dessas 400 estrelas, de 1 a 30% seriam semelhantes ao Sol. Ou seja, valores aceitáveis para esta variável estariam entre 10 e 100 estrelas/ano.

fp = fração de R (estrelas apropriadas) com sistemas planetários
Das estrelas apropriadas para o desenvolvimento de vida em sistemas planetários, quantas estariam efetivamente circundadas por planetas ? Este será o valor da variável fp.

Com as descobertas recentes, os cientistas estão cada vez mais otimistas, sendo aceitos valores próximos de 50%. Há 2 anos, o valor máximo aceito pela comunidade científica para esta variável era 30%.

ne = número de planetas adequados por sistema planetário
Dos planetas que circundam as estrelas, quantos teriam temperatura adequada à existência de água ?

Tomando por base o nosso Sistema Solar, teríamos, além da Terra, Vênus, Marte, e talvez algumas das luas de Júpiter. Considera-se que a existência de água em estado líquido é fundamental para o desenvolvimento de vida.

fl = fração de ne (planetas apropriados) que originam vida
Dos planetas apropriados à existência de água e com temperaturas adequadas, em quantos deles ocorreria o desenvolvimento de formas de vida ?

Enquanto alguns acreditam que o desenvolvimento de vida, mesmo com condições favoráveis, é muito difícil, outros afirmam que se existe a possibilidade, a vida se desenvolveria. Ou seja, valores aceitáveis estão entre 0 e 100%.

fi = fração de planetas com vida onde se desenvolve a inteligência
A vida na Terra existe a 3,5 bilhões de anos, e a inteligência demorou um longo tempo para ser desenvolvida. Assumindo a existência de vida em outros planetas, estes podem desenvolver inteligência mais rapidamente, mais vagarosamente, ou nem sequer desenvolvê-la.

Existe uma grande incerteza com relação a este fator, ou seja, valores aceitáveis estão entre 0 e 100%.

fc = fração de planetas com vida inteligente onde se desenvolvem tecnologias de comunicação
Dos planetas onde existe vida inteligente, quantas desenvolvem tecnologias de comunicação, como por exemplo sinais de rádio e sistemas laser, que permitiria o envio de sinais e a comunicação com outras civilizações ?

Considerando que o desenvolvimento da inteligência leva ao progresso, podemos estimar que boa parte das civilizações inteligentes desenvolvam em algum momento, assim como a Terra, tecnologias de comunicação.

L = tempo de vida das civilizações inteligentes
Dos planetas onde existe vida inteligente e se desenvolvem tecnologias de comunicação que possibilitem o envio de sinais ao espaço, por quanto tempo isso aconteceria ? Tomando como exemplo a Terra, a pouco menos de 100 anos começamos a enviar sinais que podem ser recebidos por outras civilizações. Por quanto tempo continuaremos aptos a enviar estes sinais ? Embora as ameaças de impactos de asteróides ou outros fatores naturais que possam extinguir a raça humana estejam afastados, corremos o risco de destruição do planeta pelo próprio homem e então, em quanto tempo isso aconteceria ?

Seria essa consideração válida também para as outras civilizações ?


Multiplicando-se os termos da equação, teremos como resultado o número estimado de civilizações existentes na nossa galáxia, aptas a se comunicarem conosco ou com outras civilizações.

A importância da Equação de Drake é maior devido as questões que são formuladas para encontrar valores para as variáveis do que o próprio resultado em si. Obviamente o grau de incerteza deste resultado ainda é muito grande, mas a tendência é que seja diminuido à medida que aprendemos mais sobre Astronomia, Biologia e outras ciências.

1 comentários:

Anônimo disse...

Bom dia a todos!

Assisti no YouTube, um programa realizado pelo DiscoveryChannel que informava o recebimento e confirmação de mensagem pela equipe do SETI. Foi até debatida pela ONU no ano de 1997.
Porque não foi veiculada pela imprensa escrita e televisada no Brasil?
Voces já sabiam desta informação?


Estatísticas do SETIBR ( ver estatísticas detalhadas)

Top 10 participantes do SETIBR (ver lista completa)