Sistema de Créditos do BOINC

Uma das dúvidas mais frequentes dos iniciantes no uso do BOINC é o funcionamento do sistema de créditos, que foi criado para comparar a contribuição dos participantes nos diversos projetos BOINC e incentivar a participação através da competição entre projetos, entre times e entre participantes, além do maior incentivo que é a ajuda à ciência.

É importante salientar que os créditos do BOINC tem finalidade apenas de comparação, não podendo ser comercializados ou trocados por dinheiro. Alguns projetos, como o [email protected], emitem certificados de participação com a quantidade de créditos processados (como exemplo, ao lado está o meu certificado).

Considerando que o BOINC é uma plataforma comum para diversos projetos de processamento distribuído, o sistema de créditos foi desenvolvido de forma a ser justo, considerando a efetiva contribuição de processamento pelos participantes e seguro, evitando-se fraudes.

A unidade de crédito do BOINC, também chamada de "cobblestone" devido ao nome do seu criador, Jeff Cobb, corresponde a 1% do processamento de um "computador de referência" durante 24h. Este "computador de referência" tem um processamento teórico de 1000 MIPS Whetstone e 1000 MIPS Dhrystone.

Para saber qual o potencial de processamento do seu computador, clique em "Rodar CPU Benchmarks", no Menu "Avançado" do BOINC.

Por exemplo, meu computador Positivo Informática PC-TV (Processador Intel Pentium 4 3.06Ghz, com 1GB de memória RAM e Windows XP Home Edition) tem os seguintes resultados:

26/12/2008 10:05:13||Running CPU benchmarks
26/12/2008 10:05:13||Suspending computation - running CPU benchmarks
26/12/2008 10:05:45||Benchmark results:
26/12/2008 10:05:45|| Number of CPUs: 2
26/12/2008 10:05:45|| 1373 floating point MIPS (Whetstone) per CPU
26/12/2008 10:05:45|| 2420 integer MIPS (Dhrystone) per CPU
26/12/2008 10:05:46||Resuming computation

Para calcular o potencial aproximado de processamento por hora, some os MIPS, multiplique pelo número de CPUs e divida por 480. Por exemplo, para o computador acima:

Créditos por hora = ((1373+2420)*2)/480 = 15,8

Quanto melhor for a capacidade de processamento do seu computador, maior será o número de créditos que ele processará. Normalmente os "gamers" possuem configurações melhores, que são importantes para uma boa performance em jogos como GTA, Call of Duty, Crysis, Need for Speed, Counter Strike e outros, e que também geram uma maior quantidade de créditos no BOINC.

Ajude a criar um benchmark comentando este post e colocando a configuração e o resultado do "CPU Benchmarks" do seu computador.

O número de créditos efetivo que seu computador vai gerar, entretanto, vai depender de como você o utiliza, ou seja, quanto tempo por dia ele fica ligado e quais outros programas que são executados, bem como das suas configurações de preferências (na aba "Avançado" do BOINC Manager), que são importantes para a otimização do processamento. Alguns projetos BOINC, ainda, utilizam a capacidade de processamento de placas de vídeo e consideram também a velocidade de disco para os cálculos de créditos.

Outro ponto importante é que o BOINC tem um sistema de validação dos créditos, assim podem demorar horas ou até mesmo dias para que sejam recebidos os créditos referentes ao processamento de determinada tarefa. Essa validação é necessária para evitar fraudes, e consiste na comparação da quantidade de processamento feita por outro participante do BOINC para a mesma tarefa.

Você já deve ter percebido que na lista de participantes do SETIBR, além do total de créditos processados, existe também o RAC (recent average credit), ou seja, a média de créditos recentes. O RAC é a média de créditos recebidos nas últimas 24 horas. Quanto maior o número de computadores de determinado participante e melhor a capacidade de processamento dos mesmos, maior será o RAC.

Abaixo segue o ranking dos 50 melhores RACs do SETIBR: estes são os participantes que mais estão contribuindo para os projetos BOINC. Esta estatística é atualizada diariamente, apesar da data do post.


A participação em times não afeta as estatísticas individuais dos participantes, e os créditos destinados ao time iniciam na data de filiação ao mesmo e encerram na data de saída ou mudança para outro time.

Na Imprensa

Eu estava pensando em como o BOINC e seus projetos de computação voluntária poderiam ser melhor divulgados, e então lembrei que há muitos anos, em 2002, fui entrevistado para duas publicações impressas a respeito do projeto [email protected]

Em outros países, os projetos de processamento distribuídos são muito melhor divulgados, com comerciais de TV (muitos podem ser vistos no Youtube), chamadas de rádio e notas frequentes nas seções de tecnologia de jornais e revistas.

O [email protected] sempre foi o projeto que deu mais "Ibope" devido à curiosidade das pessoas sobre a questão de inteligência extraterrestre, mas tenho visto muito pouco na mídia sobre os outros projetos BOINC, principalmente o World Community Grid, que é extremamente importante por buscar a cura de doenças como o câncer e a AIDS.

Considerando o número de computadores no Brasil, poderíamos estar muito melhor posicionados no ranking de países do BOINC (atualmente ocupamos a 30ª posição) e ajudando muito mais à ciência, aliás acabo de ter a idéia de reunir informações para escrever um post sobre a capacidade computacional do Brasil comparada com a de outros países.

Seguem abaixo as publicações citadas:

Janeiro/2002 - Diário do Grande ABC (SP)



Dezembro/2002 - Revista ECOS (Palmas/TO)

Histórico

O SETIBR foi fundado em 1999 e abaixo seguem algumas datas importantes no histórico do grupo:

Maio/1999: É lançado o projeto [email protected] pelo Laboratório de Ciências Espaciais da Universidade da Califórnia em Berkeley. Embora não tenha sido o primeiro projeto de processamento distribuído, alcançou rapidamente um grande número de participantes entusiasmados com a possibilidade de encontrar vida inteligente em outros planetas, e pelo seu funcionamento como um protetor de telas. A figura ao lado mostra o "cliente clássico" do [email protected]

Agosto/1999: o grupo SETIBR é criado, com o objetivo de maior divulgação do projeto, uma vez que os outros times brasileiros não tinham sites com informações em português.

Outubro/1999: lançamento do primeiro site do SETIBR, no endereço http://www.setibr.cjb.net.

Julho/2001: lançamento de um novo site para o SETIBR, que tinha então aproximadamente 200 participantes em quase 2 anos de existência.

Junho/2002: Com o objetivo de incentivar ainda mais a utilização do [email protected], a equipe de desenvolvimento do projeto criou uma página especial com sites e traduções internacionais. O SETIBR foi o site escolhido para representar o Brasil.

Setembro/2002: O SETIBR contava com 500 participantes e entrou para o ranking "Top 200" do [email protected], sendo o grupo brasileiro melhor posicionado.

Outubro/2003: o SETIBR contava com mais de 1000 participantes. Devido a problemas com o domínio setibr.org o site passou a utilizar o endereço http://www.setiathome.com.br.

Janeiro/2004: início da transição do [email protected] para o BOINC, com a disponibilização de um beta test.

Julho/2004: fim da fase beta do [email protected] no BOINC, que passou a ser o cliente recomendado. O "cliente clássico" ainda podia ser utilizado, porém os créditos eram considerados separadamente.

Dezembro/2005: fim do "cliente clássico" do [email protected] Muitos participantes tiveram dificuldades na transição do cliente clássico para o BOINC, e assim tivemos muitas desistências na ajuda ao projeto. O SETIBR chegou a 90º posição do ranking mundial de times.

Junho/2006: criação da comunidade do SETIBR no Orkut, com o objetivo de maior divulgação do time.

Agosto/2007: criação de times do SETIBR em outros projetos de processamento distribuído, como o ClimatePrediction e [email protected]

Outubro/2008: lançamento do novo site do SETIBR, no endereço http://www.setibr.org, com o objetivo de incentivar a participação nos demais projetos de processamento distribuído.

Fevereiro/2009: SETIBR chega à marca de 50 milhões de créditos processados no BOINC.

Agosto/2009: Comemorando o décimo aniversário, o SETIBR chega à marca de 100 milhões de créditos processados no BOINC.

Maio/2010: SETIBR chega à marca de 200 milhões de créditos processados no BOINC.

Agosto/2010: SETIBR chega à marca de 300 milhões de créditos processados no BOINC.

Março/2011: SETIBR chega à marca de 500 milhões de créditos processados no BOINC.

Março/2013: SETIBR chega à marca de 1 bilhão de créditos processados no BOINC.

Dia Mundial de Combate à AIDS

O Dia Mundial de Combate à AIDS foi instituído em 1988 pela OMS (Organização Mundial da Saúde) para sensibilizar as pessoas de todo o mundo sobre a necessidade de prevenção e mobilizá-las na luta contra o HIV.

A data de 1º de dezembro, escolhida para a mobilização, já foi adotada por grande parte dos países como um evento anual, contando como atividades como passeatas, maratonas, seminários, eventos esportivos, campanhas na TV e no rádio, entre outras.

Uma forma de ajudar nesta luta é doar a capacidade de processamento ociosa do seu computador para o projeto WCG (World Community Grid), que é patrocinado pela IBM e tem entre suas aplicações o [email protected], com o objetivo de descobrir a cura para a AIDS através do estudo de drogas candidatas para combate ao HIV.

O [email protected] utiliza o BOINC, um software de processamento distribuído que funciona como um protetor de tela (screen-saver).

O vídeo abaixo, em inglês, foi lançado pelo WCG especialmente para esta data, a 20ª edição do Dia Mundial de Combate à AIDS.



Para rodar o [email protected], faça o download e instale o BOINC e escolha o World Community Grid como um dos projetos.

Para maiores informações sobre o funcionamento do BOINC e de seus projetos de computação voluntária e processamento distribuído, clique aqui.


Estatísticas do SETIBR ( ver estatísticas detalhadas)

Top 10 participantes do SETIBR (ver lista completa)